Efeitos do café orgânico e convencional no metabolismo e composição corporal de ratos Wistar

Conteúdo do artigo principal

Maria José Morais Moreira
Maria José de Carvalho Costa
Fiorita Gonzales Lopes Mundin
Andréia Tiengo
Maria Cristina Marcucci
Carolina Passarelli Gonçalves
Francisco Eduardo de Carvalho Costa

Resumo

Segundo a Associação Brasileira da Indústria do café (ABIC), somente em março o consumo de café aumento 35%. Com isso, avaliar as evidências benéficas para associações entre consumo de café e os múltiplos resultados para a saúde é de extrema importância. O presente estudo teve como objetivo comparar os efeitos do café orgânico e convencional no metabolismo lipídico, glicídico, proteico, níveis de proteína C reativa, ureia, ácido úrico e composição corporal de ratos machos da linhagem Wistar. O estudo experimental teve caráter quantitativo, prospectivo e intervencional, e foi conduzido com dezoito animais machos distribuídos em três grupos, cada um com seis animais, onde o Grupo I recebeu somente água, o Grupo II recebeu o café orgânico e o Grupo III recebeu o café convencional. Os resultados demonstraram que o consumo de café orgânico contribuiu para uma ação protetora do fígado e o do coração, o que não foi observado nos animais que ingeriram o café convencional.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Moreira MJM, Costa MJ de C, Mundin FGL, Tiengo A, Marcucci MC, Gonçalves CP, Costa FE de C. Efeitos do café orgânico e convencional no metabolismo e composição corporal de ratos Wistar. Braz. J. Nat. Sci [Internet]. 1º de dezembro de 2020 [citado 24º de setembro de 2021];3(3):400. Disponível em: https://bjns.com.br/index.php/BJNS/article/view/110
Seção
Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)