Alimentos com ação fotoprotetora : possível prevenção no câncer de pele?
Download

Palavras-chave

neoplasias cutâneas
dieta
fotoproteção

Como Citar

1.
Batista F, Suzuki V, Collina Sangiuliano L, Gomes H, de Oliveira Filho R, Oliveira C, Ferreira L. Alimentos com ação fotoprotetora : possível prevenção no câncer de pele?. bjns [Internet]. 11mar.2020 [citado 5jun.2020];3(1):268. Available from: http://bjns.com.br/index.php/BJNS/article/view/87

Resumo

Introdução: O câncer de pele é o mais frequente no Brasil e representa 30% de todos os tumores malignos registrados no país. Alguns compostos bioativos presentes nos alimentos como carotenóides (betacaroteno, licopeno), probióticos e ômega-3, extrato de própolis, podem auxiliar na proteção da pele contra os danos causados por raios ultravioleta. Material e método: Para atingir o objetivo foi realizada uma revisão bibliográfica para avaliar a ação fotoprotetora dos compostos bioativos, nas principais bases de dados em saúde Pubmed, Lilacs e Scielo, com palavras-chave: neoplasias cutâneas, dieta, fotoproteção, nos idiomas português e inglês, considerando o período de 2008 a 2019. Resultado: O uso de betacaroteno na fotoproteção mostrou-se eficaz, com suplementação diária entre 15 mg e 180 mg e protegeu a pele contra queimaduras solares. Extrato de tomate contendo licopeno conferiu proteção contra danos agudos à pele causados pela exposição solar à longo prazo. A suplementação de licopeno e luteína protegeu a pele contra danos à pele causados pela radiação solar.  A ingestão diária da bebida polifenol chá verde por 12 semanas apresentou efeito fotoprotetor. Observou-se que substâncias não tóxicas consumidas na dieta como polifenóis em frutas, vegetais, vinho, chá e cafeína, ou disponíveis na forma oral de suplementos, podem aumentar a produção de ATP e inibir a produção de ROS ou diminui a produção de PGE2, causando redução dos danos induzidos pela luz solar em humanos e protegendo a pele por vários mecanismos potenciais. Extrato de própolis tem sido utilizado no preparo de alimentos e bebidas com a finalidade de melhorar ou prevenir o câncer, e a fruta romã pode exercer ação antiinflamatória, antiproliferativa e ter efeitos anti-tumorigênicos. Conclusão: Conforme os artigos estudados, o consumo dos compostos bioativos carotenoides como betacaroteno e licopeno, flavonóides, polifenóis, cafeína, ácidos graxos poli-insaturados ômega-3, vitamina E e minerais como o selênio, são estratégias eficientes na proteção da pele contra a radiação solar, diminuindo o risco do câncer de pele. Entretanto, mais estudos clínicos randomizados precisam ser realizados para confirmar seus efeitos e estabelecer doses adequadas para efeito fotoprotetor.

 

https://doi.org/10.31415/bjns.v3i1.87
Download

Referências

Andrew C. Chen1,2, Diona L. Damian1,2 & Gary M. Halliday1,2 . Photodermatol Photoimmunol Photomed. Oral and systemic photoprotection. 2014; 30: 102–111.
Anunciato TP, da Rocha Filho PA. Carotenoids and polyphenols in nutricosmetics, nutraceuticals, and cosmeceuticals. J Cosmet Dermatol. 2012 Mar;11(1):51-4.
Beck G, Marini T, Jaenicke W, Stahl and J. Krutmann. Molecular evidence that oral supplementation with lycopene or lutein protects human skin against ultraviolet radiation: results from a double-blinded, placebo-controlled, crossover study* British Journal of Dermatology (2017) 176, pp1231–1240.
BÚFALO, M.C; CANDEIAS, J.M.G; SFORCIN, J.M. In vitro cytotoxic effect of brazilian Green propolis on human layngeal epdermoid carcinoma (HEp-2) cells. Evidence-based complementary and alternative medicine, v. 6, p. 483-487, 2007
BURDOCK, G.A. Review of the biological properties and toxicity of bee propolis (propolis).Food and Chemical Toxicology, v. 36, p. 347–363, 1998.
CASTRO, M.L. et al. Bioassay guided purification of the antimicrobial fraction of a Brazilian propolis from Bahia state. BMC Complementary and Alternative Medicine, v. 30, p. 9-25, 2009.
Daniel Arcuschin de Oliveira, Heitor Carvalho Gomes, Renato Santos de Oliveira Filho, Lydia Masako Ferreira. Câncer de pele: Conhecer para melhor combater. Editora Senac São Paulo – São Paulo – 2018.
Farrar M,Nicolaou A, Clarke A, Mason S, Massey K , Dew T, Watson T, Williamson G , Rhodes L. A randomized controlled trial of green tea catechins in protection against ultraviolet radiation–induced cutaneous inflammation. Am J Clin Nutr 2015;102:608–15. Printed in USA
Fernández-García E. Skin protection against UV light by dietary antioxidants. Food Funct. 2014 Sep;5(9):1994-2003.
Fortes C, Mastroeni S, Melchi F e outros. Um efeito protetor da dieta mediterrânea para o melanoma cutâneo. Int J Epidemiol . 2008; 37 (5): 1018-1029.
Freitas A, Castro L, Aguiar J, Araujo C, Visaed M, Tuan B, Pincinato E, Model P. Nutrición Hospitalaria: Antioxidant capacity total in non-melanoma skin cancer and its relationship with food consumption of antioxidant nutrients. 2015;31 (4): 1682-168.
FERREIRA FR, NASCIMENTO LFC, ROTTA O. Fatores de risco para câncer da pele não melanoma em Taubaté, SP: Um estudo caso-controle. Rev Assoc Med Bras. 2011; 57(4):431-437.
Gamba CS, Stefanick ML, Shikany JM, et al. Dieta com baixo teor de gordura e risco de câncer de pele: a iniciativa de saúde da mulher randomizou um ensaio controlado de modificação alimentar. Cancer Epidemiol Biomarkers Prev . 2013; 22 (9): 1509-1519.
Gomes R, Moura RF. Nutrição e câncer. In: Antunes RCP, Perdicaris AAM. Prevenção do Cancer, Barueri – SP: Manole; 2010. P. 363-74.
Heinrich U, Moore C , Spirt S , Tronnier H, Stahl W. Green Tea Polyphenols Provide Photoprotection, IncreaseMicrocirculation, and Modulate Skin Properties of Women. J. Nutr. 141: 1202–1208, 2011.
Instituto Nacional do Câncer [homepage na internet]. Incidência de Câncer no Brasil. [acesso em 20 maio 2019]. Disponível em: http://www1.inca.gov.br/estimativa/2018/sintese-de-resultados-comentarios.asp.
Kopcke W, Krutmann J. Protection from sunburn with beta-Carotene--a meta- analysis. Photochem Photobiol. 2008 Mar-Apr;84(2):284-8.
Pomegranate for Prevention and Treatment of Cancer: An Update. Pooja Sharma, Sarah F, McCleesFarrukh Afaq. Molecules 2017, 22(1), 177; https://doi.org/10.3390/molecules22010177
Rizwan M, Rodriguez-Blanco I, Harbottle A, Birch-Machin MA, Watson RE, Rhodes LE. Tomato paste rich in lycopene protects against cutaneous photodamage in humans in vivo: a randomized controlled trial. Br J Dermatol. 2011 Jan;164(1):154-62.
Sokoloski L, Borges M, Bagatin1 E. Lycopene not in pill, nor in natura has photoprotective systemic Effect. Arch Dermatol Res, 2015.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.