Influência dos poluentes ambientais na incidência de Dermatite Atópica e os possíveis ativos dermatológicos para o desenvolvimento de dermocosméticos antipoluição

Conteúdo do artigo principal

Amanda Pereira Ribeiro
Bianca Farias Leite
Bianca Sayuri Nakasone
Giovanna de Sousa Pimentel
Mariana Antoniassi Soares
Valéria Maria de Souza Antunes

Resumo

A Dermatite Atópica é uma doença inflamatória crônica localizada no tecido cutâneo e possui maior incidência observada na primeira fase da infância. Um dos fatores para o surgimento da doença é a predisposição genética e o outro são os estímulos externos. A Dermatite Atópica não possui mecanismo de ação específico, mas observa-se que os fatores intrínsecos e extrínsecos podem estimular o seu desencadeamento. Os fatores intrínsecos estão relacionados com a predisposição genética e como o organismo reage a diferentes estímulos endógenos. Fatores externos, como os agentes poluentes, atuam com alto poder para desenvolver ou provocar o agravamento da Dermatite Atópica, pois a exposição da pele à estímulos e poluentes ambientais acabam causando o desequilíbrio entre oxidantes e antioxidantes e, este desequilíbrio, provoca o estresse oxidativo que por fim gera o agravamento dos sintomas. A poluição da atmosfera proporciona danos de lipídios, proteínas e danos no DNA. Deste modo, é possível relacionar a Dermatite Atópica com a poluição e suas partículas. É possível sugerir ativos dermatológicos para uso em formulações para a doença em questão, associando ativos antipoluição. Tais ativos possuem origens diversas e suas propriedades podem ser direcionadas paraformulações de uso tópico na pele.

Detalhes do artigo

Como Citar
1.
Ribeiro AP, Leite BF, Nakasone BS, Pimentel G de S, Soares MA, de Souza Antunes VM. Influência dos poluentes ambientais na incidência de Dermatite Atópica e os possíveis ativos dermatológicos para o desenvolvimento de dermocosméticos antipoluição. Braz. J. Nat. Sci [Internet]. 13º de setembro de 2019 [citado 9º de agosto de 2022];2(3):185. Disponível em: https://bjns.com.br/index.php/BJNS/article/view/63
Seção
Artigo de revisão em fluxo contínuo