Determinação de pH ideal para aumento de produtividade no processo de biotransformação de esteróides
Download

Palavras-chave

Fermentação, biotransformação, pH.

Como Citar

1.
Cardoso JC dos S, Leite C, Nogueira da Silva D. Determinação de pH ideal para aumento de produtividade no processo de biotransformação de esteróides. bjns [Internet]. 11mar.2020 [citado 5jun.2020];3(1):215. Available from: http://bjns.com.br/index.php/BJNS/article/view/79

Resumo

O desenvolvimento dos esteroides é um dos mais fascinantes campos da medicina, química e microbiologia industrial, principalmente devido ao fato de vários esteróides discrepantes, como os ácidos biliares e os hormônios sexuais, dentre outros, serem essenciais para os processos biológicos. O termo de biotransformação ocorre devido ao processo em que substâncias como o fármaco, nutrientes, dejetos e toxinas dentro de um organismo passam por reações químicas, sendo geralmente medidas por enzimas, que as transforma em um composto contrário do insólito administrado. Para o tratamento de algumas doenças foi necessária a administração de esteroides ou hormônios, mas, devido a sua complexidade, a obtenção da forma sintética dessas moléculas é proibitivamente cara. Desencadearam-se então experimentos com biotransformações; isso pode ocorrer com a presença do microrganismo ou pode-se produzir a enzima através do crescimento do microrganismo e posterior extração. A maior vantagem da biotransformação em relação à síntese química é a seletividade e a economia de processos. Devido a gama de opções na biotransformação de esteróides passou-se a ser factível a obtenção de novas moléculas até então não existentes na natureza, o que proporcionou a criação de medicamentos melhores e com menos efeitos colaterais. Estudos feitos com uma cepa do fungo Curvularia lunata mostraram que o controle de pH é necessário para manter a enzima no melhor nível de produção, e que o máximo de crescimento do microrganismo foi atingido quando o pH foi controlado em 7,0. Posto isto, os resultados descobertos entre as condições experimentais foram paragonados as porcentagens do esteróide formado contra a porcentagem de esteróide de partida, pH, crescimento e esterilidade.

https://doi.org/10.31415/bjns.v3i1.79
Download

Referências

AQUARONE E., BORZANI W. & LIMA U.A. Biotecnologia – Tópicos de Microbiologia Industrial – volume 2. 1ª edição. São Paulo: Ed. Edgard Blücher Ltda., 1975.
AQUARONE E., BORZANI W. & LIMA U.A. Biotecnologia – Engenharia Bioquímica – volume 3. 1ª edição. São Paulo: Ed. Edgard Blücher Ltda., 1975.
BASTOS, REINALDO GASPAR. Tenológia das fermentações: fundamentos de bioprocessos / Reinaldo Gaspar Bastos. – São Carlos: EdUFSCar, 2010.
CASTRO, H. F., MENDES, A. A., SANTOS, J.C., AGUIAR, C. L., 2004, Modificações de óleos e gorduras por biotransformação, química nova, volume 27, pág. 146-156.
FABER K. Biotransformations in Organic Chemistry A textbook. 3ª edição. Alemanha: Ed. Springer, 1997.
GUYTON A. C. & HALL J.E. Fisiologia Humana e Mecanismos de Doenças. 6ª edição. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan, 1998.
G. V. SUKHODOL’SKAYA, B. A. ANGELOVA and K. A. KOSCHEENKO, “Physiological and Biochemical Properties of a Culture of Curvularia lunata VKM F-644 with the Ability to Achieve 11β–Hidroxilation of Steroid Substrates.
LIMA U.A., AQUARONE E., BORZANI W. & SCHMIDELL W. Biotecnologia Industrial – Processos Fermentativos e Enzimáticos – volume 3. 1ª edição. São Paulo: Ed. Edgard Blücher Ltda., 2001.
MARZZOCO A. & TORRES B.B. Bioquímica Básica. 2ª edição. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara Koogan, 1999.
MORRISON R. T. & BOYD R. N. Química Orgânica. 13ª edição. Delaware: Ed. Addison-Wesley Iberoamericana, 1997.
Majors, R. E.; LC-GC Special Issue on Current Issues in HPLC Technology, May 1997, S8
O. HANC, A. CAPEK, and B. KAKAC, “Microbiological transformation of steroids. XV. Transformation of steroid S (Reichstein) by Absidia orchidis 310, Folia Microbiol., 6, Nº 6, 392-397 (1961).
SHELDON R. A. Chirotechnology – Industrial synthesis of optically active compounds. 1ª edição. New York: Ed. Marcel Dekker Inc.
RAVEN P.H, EVERT R.F. & EICHHORN S.E. Biologia Vegetal. 6ª edição. Rio de Janeiro: Ed. Guanabara – Koogan, 2001. 906p.
RODRIGUES, P. H. M., ALMEIDA, L. F. S., LUCCI, C. S., MELLOTI, L., LIMA, F. R., 2004, Efeitos da adição de inoculantes microbianos sobre o perfil fermentativo da silagem de alfafa adicionada de polpa cítrica, revista brasileira de Zootecnia, volume 33, pág. 1643-1653.
TRABULSI L. R. & TOLEDO M. R. F. Microbiologia. 2ª edição. Rio de Janeiro: Ed. Atheneu, 1989.
VOLPE, P. L. O., 1997, Estudo da fermentação alcoólica de soluções diluídas de diferentes açucares utilizando microcalorimetria de fluxo, Química nova, pág 20-25.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.